Os cuidadores e seu trabalho quase invisível

11 de março de 2020 | Atualidades - Saúde e comportamento | Por riaambrasil | Um comentário

Trabalho de cuidado: uma questão também econômica

cuidadores_de_idosos_
Cuidadores de idosos entre os trabalhos pouco valorizados (Imagem: Pixabay)

Apesar de pouco valorizado, o trabalho de cuidado é essencial para nossas sociedades – e também uma importante questão econômica. Assim, os cuidadores são praticamente invisíveis.

Você já pensou na importância do trabalho de cuidar de crianças, idosos e pessoas com doenças e deficiências físicas e mentais, além do trabalho doméstico diário que inclui cozinhar, limpar, lavar, consertar coisas e buscar água e lenha?

Se ninguém investisse tempo, esforços e recursos nesse trabalho de cuidado, comunidades, locais de trabalho e economias inteiras ficariam estagnadas.

Isso foi o que foi revelado em relatório da Oxfam – Tempo de cuidar: o trabalho de cuidado não remunerado e mal pago e a crise global da desigualdade.


Acesse o relatório sobre cuidadores


Mulheres e meninas ao redor do mundo dedicam 12,5 bilhões de horas, todos os dias, ao trabalho de cuidado não remunerado – uma contribuição de pelo menos US$ 10,8 trilhões por ano à economia global. Isso dá mais de três vezes o valor da indústria de tecnologia do mundo.

Além disso, as mulheres e meninas são responsáveis por mais de três quartos do cuidado não remunerado realizado no mundo, e representam dois terços da força de trabalho envolvida em atividades de cuidado remuneradas.

Com isso, o trabalho de cuidado não remunerado e mal pago é praticamente invisível. Ele perpetua a desigualdade econômica e de gênero – e é perpetuado por ela. Por isso o trabalho de cuidado é uma importante questão econômica.

Entrevista: “O trabalho de cuidado é um processo solitário e perverso para as mulheres”

Assista ao vídeo


A Oxfam Brasil é uma organização da sociedade civil brasileira criada em 2014 para a construção de um Brasil mais justo, sustentável e solidário, eliminando as causas da pobreza, as injustiças sociais e as desigualdades.

(* Conheça mais a Oxfam


https://oxfam.org.br/blog/trabalho-de-cuidado-uma-questao-tambem-economica/?utm_campaign=nova_newsletter_-_jan&utm_medium=email&utm_source=RD+Station

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*